Curta a nossa página
 
23/06 10h25 2022 Você está aqui: Home / Polícia Da Redação Imprimir postagem

Irmãos são presos suspeitos de incendiar casas e ameaçar indígenas no Piauí

Dois irmãos foram presos nesta quarta-feira (22) suspeitos de incendiar casas e ameaçar indígenas da etnia Gamela no povoado Barra do Correntin, Zona Rural do município de Bom Jesus, Sul do Piauí.

Ao g1, o delegado João Filipe Sampaio informou que, na região, existe um conflito entre os indígenas e a família dos presos que mora na região. Os dois grupos estão em disputa por conta de uma área de cinco mil hectares.

“A família estaria tentando expulsar os indígenas do local para ficar com toda a terra e vender. Já houveram vários conflitos. Em 2020, houveram incêndios nas casas de indígenas, chamadas como casas de trabalho. Neste ano, em fevereiro, março, aconteceu de novo. Um dos indígenas chegou a ser ameaçado com uma arma de fogo”, comentou o delegado.

A Justiça, à pedido da Polícia Civil, expediu três mandados de busca e apreensão e três mandados de prisão preventiva contra um homem e seus dois filhos, pois os três são os suspeitos de cometer os ataques contra os indígenas.

Irmãos são presos suspeitos de incendiar casas e ameaçar indígenas por disputa de terras no Sul do Piauí — Foto: Divulgação /PC-PI

Irmãos são presos suspeitos de incendiar casas e ameaçar indígenas por disputa de terras no Sul do Piauí — Foto: Divulgação /PC-PI

Contudo, os policiais localizaram na Zona Urbana de Bom Jesus somente os dois irmãos. O pai deles segue foragido. Durante a ação, também foi apreendida uma arma de fogo.

“Nós vamos aprofundar a investigação para saber se tem alguém por trás, grileiros com interesses econômicos sobre estas terras, que possam estar utilizando desse pessoal para invadir as terras dos indígenas”, acrescentou o delegado João Filipe Sampaio.


  Tags:

sem tags

Comentários

Atenção! Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião desta página, se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.