Matéria publicada por: Da Redação em 02/06/2015

Boa Hora: Agroenergia para agricultura familiar é tema de evento

Agricultores e representantes de instituições públicas e privadas do município de Boa Hora, localizado a 140 km de Teresina – PI, tiveram a oportunidade de conhecer como estão sendo desenvolvidas as ações do Plano de Trabalho “Transferência de Tecnologia e inovação tecnológica em agroenergia para a agricultura familiar do Estado do Piauí”, que prevê a melhoria nos processos de produção em áreas de agricultura familiar, com foco na produção de energia, alimentos e bebidas. A apresentação ocorreu durante encontro realizado na manhã de sábado (30/05) no Centro de Referência da Assistência Social (CRAS), na região central de Boa Hora.embrapa_boa_hora

O plano de trabalho é fruto de uma emenda parlamentar de autoria do ex-deputado federal Jesus Rodrigues, que além da produção de energia, prevê ainda o aproveitamento agroindustrial de frutas, o que deverá trazer benefícios nutricionais, econômicos, sociais e ambientais e ainda propiciar o desenvolvimento regional sustentável.

Com os recursos da emenda, será instalada e operacionalizada uma microdestilaria modelo, utilizando como matéria-prima a cana-de-açúcar, em Boa Hora; e uma agroindústria modelo, utilizando como matéria-prima frutas nativas e comerciais, nos municípios de Piripiri e José de Freitas. Para a instalação da microdestilaria, já foi realizado processo licitatório visando a aquisição de todos os equipamentos necessários para o seu funcionamento.

Durante a reunião para divulgação e formalização das ações, o pesquisador Marcos Emanuel Veloso, coordenador do trabalho, apresentou um relato onde destacou detalhes da primeira visita ao município, sobre a implantação das Unidades Demonstrativas nas localidades Lagoa Seca e Boa Vista, da assinatura do termo de parceria entre a Embrapa e a Prefeitura de Boa Hora e como ocorreu o processo licitatório para aquisição dos equipamentos necessários para implantação da microdestilaria de álcool e derivados da cana-de-açúcar (açúcar mascavo, melado de cana, álcool etc).

embrapa_boa_hora2

O prefeito de Boa Hora, José Resende, destacou a importância da diversificação da produção, incluindo novos produtos, como o açúcar mascavo, e também a melhoria da qualidade da cachaça e da rapadura que já são produzidas na região. O município foi escolhido para esse trabalho por já ser produtor de cana-de-açúcar e deter a maior produção de rapadura do Estado, com cerca de 118 engenhos funcionando de forma artesanal.

O chefe-geral da Embrapa Meio-Norte, Luiz Fernando Leite, ressaltou que a empresa está empenhada para que todas as ações sejam desenvolvidas com êxito e que a microdestilaria seja uma realidade próxima para os produtores da região, podendo assim, incrementar a sua produção e renda. “A introdução de uma nova atividade na região, aproveitando essa potencialidade local natural e tradicionalmente incorporada à região, permitirão a diversificação da produção e o melhor aproveitamento de resíduos hoje descartados”.

A Embrapa pretende ainda este ano implantar mais uma Unidade Demonstrativa em outra comunidade, além de realizar capacitações no cultivo de cana, aproveitamento de coprodutos e no uso da microdestilaria. Esse trabalho poderá trazer impactos positivos para a região, que poderá tornar-se modelo para outras no que diz respeito à inovação tecnológica por meio da validação de novas variedades de cana-de-açúcar para as características ambientais locais; a diversificação da produção, por meio da incorporação de novas possiblidades de exploração da cultura; e a capacitação técnica, permitindo a produção de forma mais segura e com mais qualidade.

Participaram do evento em Boa Hora representantes da Conab, Senar, Emplanta, Sebrae e Banco do Nordeste, instituições que terão importante contribuição no processo de desenvolvimento das comunidades envolvidas nas ações.

Comentar no Facebook

Deixe seu comentário