Curta a nossa página
 
20/02 13h29 2021 Você está aqui: Home / Polícia Bianca Viana Imprimir postagem

Justiça decreto sigilo nas investigações sobre o assassinato da advogada Izadora Mourão

O pedido de sigilo foi feito pela autoridade policial que alegou que tal providência é imprescindível para a elucidação do crime. A representante do Ministério Público se manifestou favorável ao pleito.

O juiz Diego Ricardo Melo de Almeida, da 2ª Vara da Comarca de Pedro II, decretou o sigilo dos autos do processo que investiga o jornalista João Paulo Santos Mourão, acusado de matar a irmã, a advogado Izadora Santos Mourão, com sete facadas no último sábado (13), em Pedro II. A decisão que decretou o sigilo foi dada nessa sexta-feira (19).

O pedido de sigilo foi feito pela autoridade policial que alegou que tal providência é imprescindível para a elucidação do crime. A representante do Ministério Público se manifestou favorável ao pleito.

"Desse modo, merece acolhimento o pleito de decretação de sigilo destes autos feito pela autoridade policial e extensivamente fundamentado pelo Ministério Público. Isso porque o crime investigado causou grande comoção na comunidade local, sendo que por conta da repercussão várias pessoas tiveram acesso aos autos e a chance de vazamento de informações está latente", decidiu o magistrado.

Com o sigilo, as informações sobre o andamento do processo não estão mais públicas, estando disponíveis apenas para o Ministério Público, o magistrado e algum servidor autorizado.

MISSA MARCADA PELA AUSÊNCIA DA MÃE

Marcada por comoção e homenagens, foi celebrada na noite desta sexta-feira (19/02), na Paróquia de Nossa Senhora da Conceição, a missa de sétimo dia da morte da Advogada Izadora Mourão, pedrossegundense que foi assassinada no último sábado (13).

A missa foi presidida pelo Padre Oscar Almeida e contou com a presença de amigos, familiares e advogados que prestaram homenagens à Izadora. A mãe, Dona Maria Nerci e os filhos da vítima não participaram da celebração.

NOTÍCIAS RELACIONADAS - Advogada é assassinada a facadas dentro do quarto por mulher misteriosa em Pedro II

Corpo de advogada morta a facadas em Pedro II é sepultado sob forte comoção

Caso Izadora: Irmão é preso acusado de matar a Advogada

'Sou inocente', diz mãe da advogada Izadora Mourão sobre o assassinato e a prisão do filho pelo crime em Pedro II

Caso Izadora Mourão: noivo diz que as brigas eram constantes na família por causa de dinheiro

URGENTE: Mãe de Izadora Mourão não comparece a missa de 7º dia em Pedro II

 

 


  Tags:

sem tags

Comentários

Atenção! Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião desta página, se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
lista mais

Artigos relacionados